quarta-feira, 31 de março de 2010

RECORDANDO NOSSA CULTURA

VICENTE CHICO E O “LERUÁ”
(Davi Portela)

Leia amigo da cultura
O que eu irei versejar,
A respeito da figura
Mais hilária do lugar,
Falo do Vicente Chico,
O mestre do “Leruá”!

Toda “Sexta-feira Santa”,
Calibrado a aguardente,
Um “magote” ia ao serrote
E enfrentavam o sol quente,
Derrubava um grande pau,
Muito forte e resistente.

Cada qual com o seu porrete
Cantava numa cadência:
“-Vicente Chico, LERUÁ!”
 Foi mestre da experiência.
Comandava toda a turma,
Sem perder a paciência.

A saudade aperta o peito,
Quando lembro sua memória,
Vicente foi nosso mestre,
É parte de nossa História.
Nos deixou grande legado
Durante sua trajetória.

Ainda tenho saudades
Do mestre do “Leruá”,
Toda “Sexta-feira Santa”
Animou o nosso lugar,
Foi cultura e tradição,  
O povo não o esquecerá.

Só quero que o “Leruá”
Continue a tradição,
E refaça o que o mestre
Sempre fez de coração,
E vamos malhar o Judas,
Sem pena nem compaixão.

O “Leruá” é chamado
Também de “maneiro-pau”,
Tem a origem indígena 
E no ritmo “bate-pau”.
É um bailado de roda,
É cultura genial.

No sábado de Aleluia,
O Judas é derrubado,
Os moleques jogam pedra e 
Não acertam o endiabrado,
Mas com um tiro certeiro,
Já desce todo quebrado.
Quando o Judas cai no chão,
Os meninos fazem festa,
Estilhaçam sua roupa
- Tem as moedas, na certa!
 Se ele traiu por dinheiro,
Vamos tirar, ora essa!

Vicente era um pedreiro
E falava que era o mestre
Do nosso “Rabo da Gata”.
Foi um bom cabra da peste,
Pois levantou muitas casas,
Dizia ser “mestre dos mestres!”

Mestre Chico foi folclore
Na Palma e na região,
É símbolo de cultura
Por todo o nosso sertão.
Morou na “Rua de Baixo”
O seu pedaço de chão!

E saiba Vicente Chico,
Tu serás sempre lembrado
Por adultos e crianças,
Pois jamais serás passado.
No estandarte da História
Teu nome será gravado!


Nenhum comentário: