terça-feira, 15 de fevereiro de 2011

PSDB ABRE PROCESSO QUE PODE EXPULSAR GONY ARRUDA


Em reunião realizada segunda-feira (14), a Executiva Estadual do PSDB do Ceará acatou pedido de representação contra o deputado estadual Gony Arruda (foto) por infidelidade partidária, feito pelo filiado João Batista Gomes Mota. O parlamentar se licenciou do cargo no começo do ano para assumir a Secretaria do Esporte no governo Cid Gomes (PSB). A ação tem por base o artigo 5º, parágrafo 2º, do Estatuto do PSDB, que trata dos deveres dos filiados: “Os filiados, quando convidados a assumir cargo ou função de confiança em governos não apoiados pelo partido, ou de cuja coligação não participe, deverão solicitar prévia autorização à Comissão Executiva do respectivo nível, não podendo assumi-lo, se esta não autorizar”. A nomeação de Gony Arruda para o secretariado causou divergências no partido. Arruda afirma que consultou colegas deputados informalmente, o que não é previsto no estatuto da sigla. Segunda a Executiva do PSDB, a punição para infidelidade pode ir da advertência até a expulsão. Com a instauração do processo legal de apuração, o tucano tem prazo de até 60 dias para apresentar a defesa, enquanto todo o processo tem que ser concluído em 90 dias.


Nenhum comentário: