sábado, 12 de janeiro de 2019

MISTER CHICO O HOMEM QUE VIRA PEIXE



Chiquinho Abreu, cunhado do Nélson Albuquerque, da padaria do Rabo da Gata, resolveu instalar um circo na cidade, juntamente com o Nílton, genro do Otelino, entre outros.
O circo era simples, do tipo fundo de quintal, mas reunia razoável plateia nas noites enluaradas. Localizava-se no antigo curral do senhor Raimundo da Barra, logo ali, perto da barragem, próximo à saída para o Araquém.
Havia algumas boas apresentações, e os pagantes contribuíam com uma pequena quantia pela entrada e, ao final de cada “show”, todos saiam satisfeitos, pois riam demais, principalmente com as piadas do Chiquinho Abreu, que representava o palhaço do circo.
Certo dia, fazendo a propaganda do espetáculo seguinte, Chiquinho Abreu e seus amigos saíram pelas ruas da cidade, anunciado a atração que iria ficar na história. Diziam assim: “não percam hoje, o homem que vira peixe”.
Chiquinho Abreu era enfático nos dizeres “Não percam hoje, o homem que vira peixe”. Nem os outros artistas do circo sabiam a origem do homem que vira peixe.
O Nílton, que era seu sócio maior, ignorava sobre “o homem que vira peixe”e , preocupado, perguntou no decorrer do dia:
- Chiquinho, cadê esse homem e de onde ele vem?
Chiquinho Abreu respondeu:
-Não se preocupe. Ele já está hospedado na minha casa e se preparando para o “show”. É um verdadeiro artista.
Pronto, o Nílton se tranquilizou. 
Já estava anunciada na cidade inteira a atração da noite: “O homem que vira peixe”. Evidente que a população ficou admirada e ansiosa, aguardando o novo espetáculo que, iniciado, tinha o Tizil (da dona Mazé Alprimo), protagonizando o quadro “o homem vulcão”. Tizil colocava querosene na boca, depois pegava duas tochas acesas e soprava, fazendo uma enorme chama no ar. Depois vinha uma dançarina dançando lambada, o Nílton também fazendo a sua parte, e mais uns três, cada um fazendo suas apresentações.
O espetáculo acontecia, e Chiquinho Abreu, no picadeiro falava:
- Daqui a pouco, “o homem que vira peixe”.
O espetáculo estava quase acabando e Nílton não via nos bastidores do circo a figura do homem que vira peixe. Mais uma vez preocupado, dirigiu-se ao Chiquinho Abreu e lascou:
- Chiquinho, onde tá esse homem, rapaz, que não chega, pelo amor de Deus, tá todo mundo esperando?!
Com seriedade, Chiquinho disse:
- Tá lá na minha casa, tomando banho. Já ele chega.
Mais uma vez o Nílton respirou tranquilo.
Passados alguns minutos, toda a plateia esperando, aguardando.
Chiquinho Abreu finalmente disse:
- Senhoras e senhores, apresentaremos agora “o homem que vira peixe”, e mandou apagar as poucas lâmpadas de dentro do circo.
Todos esperavam por aquele momento. Seria algo diferente, extraordinário, porque num pequeno circo daquele, numa cidadezinha como a nossa, ter a oportunidade de ver um quadro espetacular, “o homem que vira peixe”, seria fascinante e inesquecível.
De repente, as luzes se acendem e aparece um homem com uma frigideira na mão. Dentro da frigideira vários peixes: carás, piaus, piabas, sovelas.
Era o Chiquinho Abreu que, com movimentos rápidos, balançava a frigideira para cima e para baixo, fazendo virar os peixes de dentro dela, movimentos estes parecidos com os de quem está assando uma tapioca no fogão a gás.
A plateia ficou chateada e passou a vaiar o Chiquinho Abreu, que teve que sair quase que escoltado do circo, se não, iria apanhar.  


FERNANDO MACHADO ALBUQUERQUE
Professor
Coreaú-CE
Observação: Esse texto é uma adaptação, baseado em relato do próprio Chiquinho Abreu.

quarta-feira, 23 de maio de 2018

Markes Ma+s Studio


Dê voz a sua marca: 
Gravação e produção de Spots, Jingles e vinhetas, com opção de voz masculina e feminina. 
Contato: (88) 993402005
Organização: Rai Marques
Apoio: Programa Diário do Povo

Tabela de Preços:
Spot produzido: 50.00 com opção de voz masculina e feminina. 
Vinheta produzida: 50.00 com opção de voz masculina e feminina
Spot/vinheta off: 30.00 com opção de voz masculina e feminina.
Jingle: 100.00 com opção de voz masculina. 

segunda-feira, 9 de janeiro de 2017

EDITORIAL: O PAPEL DA IMPRENSA

A Imprensa é à vista da nação. Por ela é que a nação acompanha o que se passa ao perto e ao longe, enxerga o que lhe malfazem, devassa o que lhe ocultam e transforma, colhem o que sonegam ou roubam, percebem onde lhe alvejam, mede o que lhe destroem, vela pelo o que lhe interessa, se acautela do que a ameaça, a imprensa é o dever da verdade. (Rui Barbosa).
A imprensa é “Os olhos e os ouvidos da nação”. É missionária da informação, da formação de opinião e da utilidade pública.  
Nossa carta constitucional garante que: “nenhuma lei conterá dispositivo que possa constituir enbaraço a plena liberdade de informação jornalística em qualquer veículo de comunicação social “ e “ é vedada toda e qualquer censura de natureza política, ideológica e artística”. Porém garante por outro lado, “ o direito de resposta ao agravo”e diz que: “ são invioláveis a intimidade, a vida privada, a honra e a imagem das pessoas, assegurando o direito a indenização pelo dano material ou moral decorrente de sua violação.”
São os limites da liberdade, por que não existe a liberdade absoluta! daí porque o verdadeiro papel da imprensa está no equilíbrio da veracidade do que se informa, obedecendo aos postulados do bom senso e da lei.


segunda-feira, 7 de novembro de 2016

RÁDIO EDUCADORA TEM NOVA DIREÇÃO




Sem diretor desde o ano passado, com a aposentadoria do Pe. Assis Rocha, a Rádio Educadora de Sobral agora tem nova direção. Pe. Francisco Florêncio atual Vigário Paroquial da Paróquia Nossa Senhora da Piedade da cidade de Coreaú assumiu no dia 1º de novembro a Direção Geral da Emissora da Família Sobralense.
Segundo informações do Blog da Paróquia, seu nome foi escolhido em reunião conduzida pelo bispo diocesano Dom Vasconcelos e contou com as presenças de membros da administração da Cúria Diocesana, do Núcleo de Comunicação da Diocese e do setor administrativo da Rádio Educadora do Nordeste.  O novo diretor Pe. Florêncio assume com a missão de reestruturar esse veiculo de comunicação.   

sexta-feira, 4 de novembro de 2016

PROGRAMA DIÁRIO DO POVO ENTREVISTA PREFEITO ELEITO DE ALCANTARAS

JOAQUIM DO QUINCA FALOU SOBRE PROJETOS PARA SUA GESTÃO

No último sábado,29, o Prefeito Eleito de Alcântaras em companhia de seu vice estiveram na rádio comunitária do pequeno município serrano participando de uma entrevista ao vivo no programa Diário do Povo, sob a produção do radialista Raimundo Marques. 

Joaquim do Quinca (PDT) que em suas palavras agradeceu a população pela votação recebida nas eleições de 2016 respondeu alguns questionamentos feitos no ar como, por exemplo, sobre a maioria histórica, que haveria sido uma surpresa ou se era esperada em função da campanha. 
Além desta pergunta outras indagações como o nome cotado para a presidência da câmara municipal; as indicações do secretariado; o nome que será escolhido para ser líder da situação no legislativo; as prioridades da gestão; os projetos da chapa eleita e outras perguntas foram feitas à dupla que informou que ainda não pode antecipar o secretariado porém que uma reunião estaria agendada para este mês com a base aliada.
No mesmo programa o prefeito eleito, Joaquim do Quinca, comentou ainda sobre o retorno do Festival de Quadrilhas, a realização de concurso publico e os projetos para fomentar o turismo no município.
No último dia 19 de outubro, o então vice-prefeito já haveria participado de um outro programa na Rádio Tupinambá de Sobral, quando afirmou que pretende fechar em sua gestão parceria com a prefeitura de Meruoca para otimizar e potencializar o turismo na região além de dar continuidade as obras e projetos iniciados na gestão de Eliésio Fonteles. o Vice eleito, por sua vez, em sua fala disse que acredita na força política de Joaquim e, que apesar da pouca idade o novo prefeito de Alcântaras tem boa experiência para gerir as cidade pelos próximos quatro anos, frisou Benício Silva.

Para Rai Marques o papel da rádio comunitário tem por propósito evidenciar o cotidiano da cidade sendo esse um dos elementos do roteiro de seu programa que vai ao ar todos os sábados as 17:00hs na Bela Vista FM.

Fonte: Portal Jovem

terça-feira, 16 de setembro de 2014

PROCISSÃO MARCA O ENCERRAMENTO DO FESTEJO DE NOSSA SENHORA DA PIEDADE




                                             Foto: Facebook da Elitânia Bezerra

Uma procissão com a participação de grande número de fiéis marca o encerramento dos festejos de Nossa Senhora da Piedade na tarde de ontem dia 15 de setembro de 2014. A tradicional procissão contou com a participação dos grupos pastorais e devotos de Nossa Senhora, tendo a frente o Pe. Lucione, Pe. Marcone e Pe. Florêncio.
Foram dez dias de religiosidade, fé e devoção a Virgem da Piedade, momento em que os fiéis sentem-se abastecidos pelas graças de nossa excelsa padroeira além do reencontro com amigos e conterrâneos que nesse período visitam a nossa cidade.