terça-feira, 6 de agosto de 2019

quarta-feira, 10 de julho de 2019

VINTE E DOIS ANOS NO AR

Vinte e dois (22) anos de história no rádio. Exatamente em julho de 1997 através das ondas sonoras da Rádio Princesa do Vale FM iniciava a minha trajetória na radiofonia, para em 1999 me profissionalizar como radialista através do SINDRADIO-CE. Esse legado que começou com um programa religioso, em seguida um programa temático, para depois experimentar um de variedades denominado Tarde Total, um esportivo de nome Momento Esportivo, um no formato entrevistas e debates, o Tribuna Livre e finalmente aquele que mais me identifiquei. Programa Diário do Povo, por possuir uma estrutura de quadros que contemplam a notícia em geral, a entrevista, a participação do ouvinte, dentre vários quadros voltados para a função comunicativa e social do rádio. 

Vídeo comemorativo: 

domingo, 20 de janeiro de 2019

sábado, 12 de janeiro de 2019

MISTER CHICO O HOMEM QUE VIRA PEIXE



Chiquinho Abreu, cunhado do Nélson Albuquerque, da padaria do Rabo da Gata, resolveu instalar um circo na cidade, juntamente com o Nílton, genro do Otelino, entre outros.
O circo era simples, do tipo fundo de quintal, mas reunia razoável plateia nas noites enluaradas. Localizava-se no antigo curral do senhor Raimundo da Barra, logo ali, perto da barragem, próximo à saída para o Araquém.
Havia algumas boas apresentações, e os pagantes contribuíam com uma pequena quantia pela entrada e, ao final de cada “show”, todos saiam satisfeitos, pois riam demais, principalmente com as piadas do Chiquinho Abreu, que representava o palhaço do circo.
Certo dia, fazendo a propaganda do espetáculo seguinte, Chiquinho Abreu e seus amigos saíram pelas ruas da cidade, anunciado a atração que iria ficar na história. Diziam assim: “não percam hoje, o homem que vira peixe”.
Chiquinho Abreu era enfático nos dizeres “Não percam hoje, o homem que vira peixe”. Nem os outros artistas do circo sabiam a origem do homem que vira peixe.
O Nílton, que era seu sócio maior, ignorava sobre “o homem que vira peixe”e , preocupado, perguntou no decorrer do dia:
- Chiquinho, cadê esse homem e de onde ele vem?
Chiquinho Abreu respondeu:
-Não se preocupe. Ele já está hospedado na minha casa e se preparando para o “show”. É um verdadeiro artista.
Pronto, o Nílton se tranquilizou. 
Já estava anunciada na cidade inteira a atração da noite: “O homem que vira peixe”. Evidente que a população ficou admirada e ansiosa, aguardando o novo espetáculo que, iniciado, tinha o Tizil (da dona Mazé Alprimo), protagonizando o quadro “o homem vulcão”. Tizil colocava querosene na boca, depois pegava duas tochas acesas e soprava, fazendo uma enorme chama no ar. Depois vinha uma dançarina dançando lambada, o Nílton também fazendo a sua parte, e mais uns três, cada um fazendo suas apresentações.
O espetáculo acontecia, e Chiquinho Abreu, no picadeiro falava:
- Daqui a pouco, “o homem que vira peixe”.
O espetáculo estava quase acabando e Nílton não via nos bastidores do circo a figura do homem que vira peixe. Mais uma vez preocupado, dirigiu-se ao Chiquinho Abreu e lascou:
- Chiquinho, onde tá esse homem, rapaz, que não chega, pelo amor de Deus, tá todo mundo esperando?!
Com seriedade, Chiquinho disse:
- Tá lá na minha casa, tomando banho. Já ele chega.
Mais uma vez o Nílton respirou tranquilo.
Passados alguns minutos, toda a plateia esperando, aguardando.
Chiquinho Abreu finalmente disse:
- Senhoras e senhores, apresentaremos agora “o homem que vira peixe”, e mandou apagar as poucas lâmpadas de dentro do circo.
Todos esperavam por aquele momento. Seria algo diferente, extraordinário, porque num pequeno circo daquele, numa cidadezinha como a nossa, ter a oportunidade de ver um quadro espetacular, “o homem que vira peixe”, seria fascinante e inesquecível.
De repente, as luzes se acendem e aparece um homem com uma frigideira na mão. Dentro da frigideira vários peixes: carás, piaus, piabas, sovelas.
Era o Chiquinho Abreu que, com movimentos rápidos, balançava a frigideira para cima e para baixo, fazendo virar os peixes de dentro dela, movimentos estes parecidos com os de quem está assando uma tapioca no fogão a gás.
A plateia ficou chateada e passou a vaiar o Chiquinho Abreu, que teve que sair quase que escoltado do circo, se não, iria apanhar.  


FERNANDO MACHADO ALBUQUERQUE
Professor
Coreaú-CE
Observação: Esse texto é uma adaptação, baseado em relato do próprio Chiquinho Abreu.

segunda-feira, 9 de janeiro de 2017

EDITORIAL: O PAPEL DA IMPRENSA

A Imprensa é à vista da nação. Por ela é que a nação acompanha o que se passa ao perto e ao longe, enxerga o que lhe malfazem, devassa o que lhe ocultam e transforma, colhem o que sonegam ou roubam, percebem onde lhe alvejam, mede o que lhe destroem, vela pelo o que lhe interessa, se acautela do que a ameaça, a imprensa é o dever da verdade. (Rui Barbosa).
A imprensa é “Os olhos e os ouvidos da nação”. É missionária da informação, da formação de opinião e da utilidade pública.  
Nossa carta constitucional garante que: “nenhuma lei conterá dispositivo que possa constituir enbaraço a plena liberdade de informação jornalística em qualquer veículo de comunicação social “ e “ é vedada toda e qualquer censura de natureza política, ideológica e artística”. Porém garante por outro lado, “ o direito de resposta ao agravo”e diz que: “ são invioláveis a intimidade, a vida privada, a honra e a imagem das pessoas, assegurando o direito a indenização pelo dano material ou moral decorrente de sua violação.”
São os limites da liberdade, por que não existe a liberdade absoluta! daí porque o verdadeiro papel da imprensa está no equilíbrio da veracidade do que se informa, obedecendo aos postulados do bom senso e da lei.


segunda-feira, 7 de novembro de 2016

RÁDIO EDUCADORA TEM NOVA DIREÇÃO




Sem diretor desde o ano passado, com a aposentadoria do Pe. Assis Rocha, a Rádio Educadora de Sobral agora tem nova direção. Pe. Francisco Florêncio atual Vigário Paroquial da Paróquia Nossa Senhora da Piedade da cidade de Coreaú assumiu no dia 1º de novembro a Direção Geral da Emissora da Família Sobralense.
Segundo informações do Blog da Paróquia, seu nome foi escolhido em reunião conduzida pelo bispo diocesano Dom Vasconcelos e contou com as presenças de membros da administração da Cúria Diocesana, do Núcleo de Comunicação da Diocese e do setor administrativo da Rádio Educadora do Nordeste.  O novo diretor Pe. Florêncio assume com a missão de reestruturar esse veiculo de comunicação.   

sexta-feira, 4 de novembro de 2016

PROGRAMA DIÁRIO DO POVO ENTREVISTA PREFEITO ELEITO DE ALCANTARAS

JOAQUIM DO QUINCA FALOU SOBRE PROJETOS PARA SUA GESTÃO

No último sábado,29, o Prefeito Eleito de Alcântaras em companhia de seu vice estiveram na rádio comunitária do pequeno município serrano participando de uma entrevista ao vivo no programa Diário do Povo, sob a produção do radialista Raimundo Marques. 

Joaquim do Quinca (PDT) que em suas palavras agradeceu a população pela votação recebida nas eleições de 2016 respondeu alguns questionamentos feitos no ar como, por exemplo, sobre a maioria histórica, que haveria sido uma surpresa ou se era esperada em função da campanha. 
Além desta pergunta outras indagações como o nome cotado para a presidência da câmara municipal; as indicações do secretariado; o nome que será escolhido para ser líder da situação no legislativo; as prioridades da gestão; os projetos da chapa eleita e outras perguntas foram feitas à dupla que informou que ainda não pode antecipar o secretariado porém que uma reunião estaria agendada para este mês com a base aliada.
No mesmo programa o prefeito eleito, Joaquim do Quinca, comentou ainda sobre o retorno do Festival de Quadrilhas, a realização de concurso publico e os projetos para fomentar o turismo no município.
No último dia 19 de outubro, o então vice-prefeito já haveria participado de um outro programa na Rádio Tupinambá de Sobral, quando afirmou que pretende fechar em sua gestão parceria com a prefeitura de Meruoca para otimizar e potencializar o turismo na região além de dar continuidade as obras e projetos iniciados na gestão de Eliésio Fonteles. o Vice eleito, por sua vez, em sua fala disse que acredita na força política de Joaquim e, que apesar da pouca idade o novo prefeito de Alcântaras tem boa experiência para gerir as cidade pelos próximos quatro anos, frisou Benício Silva.

Para Rai Marques o papel da rádio comunitário tem por propósito evidenciar o cotidiano da cidade sendo esse um dos elementos do roteiro de seu programa que vai ao ar todos os sábados as 17:00hs na Bela Vista FM.

Fonte: Portal Jovem

terça-feira, 16 de setembro de 2014

PROCISSÃO MARCA O ENCERRAMENTO DO FESTEJO DE NOSSA SENHORA DA PIEDADE




                                             Foto: Facebook da Elitânia Bezerra

Uma procissão com a participação de grande número de fiéis marca o encerramento dos festejos de Nossa Senhora da Piedade na tarde de ontem dia 15 de setembro de 2014. A tradicional procissão contou com a participação dos grupos pastorais e devotos de Nossa Senhora, tendo a frente o Pe. Lucione, Pe. Marcone e Pe. Florêncio.
Foram dez dias de religiosidade, fé e devoção a Virgem da Piedade, momento em que os fiéis sentem-se abastecidos pelas graças de nossa excelsa padroeira além do reencontro com amigos e conterrâneos que nesse período visitam a nossa cidade.

sábado, 6 de setembro de 2014

DEVOÇÃO E FÉ NA ABERTURA DOS FESTEJOS DE NOSSA SENHORA DA PIEDADE



No início da noite do dia 05 de setembro os devotos de Nossa Senhora da Piedade deram uma grande demonstração de religiosidade, assim podemos definir a abertura oficial dos festejos nesse ano de 2014. Uma grande carreata festiva com a participação das capelas, motoristas, motoqueiros, ciclistas e cavaleiros saindo do açude Novo Camilo passando pela Avenida Antônio Cristino de Meneses onde aconteceu a bênção dos veículos e em seguida um momento de louvor e adoração ao Santíssimo Sacramento em frente da Igreja Matriz local onde foi montado toda uma estrutura para acolher os fiéis durante os dez dias de celebração.
Com o hasteamento das bandeiras iniciou oficialmente o novenário da virgem da Piedade que prosseguirá durante 10 dias de fé e devoção com o Tema: “Vocacionados como Maria a serviço de Jesus”.
É nesse período que a família coreauense se reúne para louvar e agradecer as bênçãos da mãe de Jesus e nossa mãe Maria, momento também em que amigos, conterrâneos radicados em outros municípios e visitantes reencontram-se para um prazeroso bate papo, enquanto crianças e jovens se divertem na pracinha e no parque de diversões.
            O novenário da nossa excelsa padroeira acontece de 05 a 15 de setembro com uma vasta programação que vai desde as novenas e celebrações Eucarísticas, momentos culturais, promoções sociais e o tradicional leilão coordenado por cada noitário.  


                           Foto: Facebook Xaxandre Pinto e Marcelo Ramos